O que é terapia de campo magnético / medicina bioinformativa?
A terapia do campo magnético é adequada a ajudar o corpo a se regular. Não se trata de curar uma determinada doença - não queremos e não podemos afirmar isso - mas nossos dispositivos geram vibrações bioenergéticas que estimulam processos de auto-regulação.
Para este fim, os dispositivos geram um campo eletromagnético que é transmitido ao organismo. A aplicação é muito simples: dependendo do dispositivo, o aplicador conectado ou o próprio dispositivo é colocado sobre ou ao lado do organismo. O campo eletromagnético penetra pela roupa e entra em cada célula.
Diferentes frequências podem ser usadas. Por exemplo, a intenção de uma aplicação pode ser estimulante, calmante ou ajudar na sensibilidade ao electrosmog. Existem muitas outras aplicações possíveis - como já descrito, o objetivo é ajudar o organismo a se auto-regular.
Nossos dispositivos menores têm frequências prédefinidas e podem ser utilizadas e selecionadas de acordo com a situação do momento. Os dispositivos maiores não têm uma pré-seleção de programas - eles oferecem a possibilidade em definir frequências diferentes em uma faixa específica.
Você encontrará as informações específicas nas seções correspondentes dos respectivos produtos.

Campos alternados eletromagnéticos

A comunicação no nosso organismo ocorre com a ajuda de campos eletromagnéticos alternados. A biofísica os chama de biofótons. Estes tem a função de uma rede de informação sem fio que controla todas as atividades celulares e promove a base para a auto-regulação bioenergética. A transmissão intra e extracelular de informações se dá através dos efeitos da ressonância biológica.

Os biofótons ou campos eletromagnéticos alternados são os acoplamentos mais elementares que ocorrem no organismo. Eles controlam todas as atividades celulares através de efeitos de ressonância biológica e formam a base para a auto-regulação bioenergética.

Os dispositivos de terapia de campo magnético desenvolvidos pelo Dr. W. Ludwig geram campos alternados eletromagnéticos que produzem efeitos de ressonância biológica e podem assim estimular os processos de regulação bioenergética e ativar as forças de auto-cura. Os dispositivos funcionam com base em campos eletromagnéticos fracos e de rápida mudança na faixa de baixa e alta frequência (alcançam as harmônicas até 10 MHz).


Por que um dispositivo do Dr. Ludwig?

O que há de especial nos dispositivos da AMS do Dr. Ludwig?

Foi importante ao Dr. Ludwig desenvolver dispositivos que gerassem um campo eletromagnético pulsante artificial que fosse o mais semelhante possível ao campo natural do ambiente. Desta forma, ele queria garantir que o corpo tivesse facilidade em compreender estes sinais.

Portanto, ele estudou minuciosamente nosso ambiente com seus campos naturais e projetou seus dispositivos de campo magnético a replicar estas frequências naturais o mais exato possível.

Ainda hoje, todos os nossos dispositivos são construídos de acordo com as especificações do Dr. Ludwig e, portanto, geram campos eletromagnéticos em diferentes frequências que são particularmente facil compreendidos pelo corpo.

Leia abaixo no que o Dr. Ludwig prestou especial atenção ao desenvolver seus dispositivos e como ele incorporou seu amplo conhecimento no desenvolvimento dos dispositivos.

Campos magnéticos pulsantes

Os campos magnéticos pulsantes têm certas propriedades que podemos utilizar. Saiba mais sobre, nos seguintes itens do menu:

  • Pequena excursão pela física, para obter algumas noções básicas sobre campos eletromagnéticos.
  • Fisiológico sinais ambientais:  frequências Schumann, Geomagnéticas e Solares - sinais que naturalmente nos rodeiam.
  • Características de qualidade dispositivos de campo magnético fisiologicamente eficazes - Quais critérios relativos à força do campo magnético e à forma do pulso que os dispositivos devem cumprir a fim de desenvolver seu pleno efeito?
  • Transferência de substrato - Utilização do campo magnético pulsante como trilho de transporte para a transmissão de informações.